CSBNcontemporary art

 

home

CSBN

project

activity

contact

links

 

CSBNcontemporary art é um centro, uma casa, situada na Falfosa, uma aldeia da freguesia de Santa Bárbara de Nexe, no concelho de Faro.

 

Está implantada no barrocal algarvio de terra vermelha com grandes afloramentos calcários, onde se desenvolveram frondosos pinheiros mansos, alfarrobeiras e oliveiras, espécies nativas acompanhadas de plantações recentes de árvores  de pomar mediterrânico.

 

Santa Bárbara de Nexe (juntanexe@mail.telepac.pt) é uma das seis freguesias do Concelho de Faro (58.051 habitantes) sendo as outras freguesias as da Sé, S. Pedro, Conceição, Estói e Montenegro, a sua área é de 37,25 Km2 com 4119 habitantes a densidade populacional é de 108,6 habitantes por Km2 (dados do INE, 2001), dos quais muitos são de nacionalidade estrangeira predominando a inglesa, a alemã e a francesa.

 

O campanário da igreja matriz caracteriza e referencia o aglomerado urbano de muito longe, a meia encosta da parte oriental do serro da Goldra.

 

O topónimo Nexe (de Santa Bárbara de Nexe) vem «do latim 'nixa', 'nixum', 'nisum' ou'nisa', [com o significado de] "ameixeira", por intermédio das formas moçarábicas 'nis', 'nix', 'nex'», Nexe, de acordo com o Dicionário Onomástico de José Pedro Machado, (in: Ciberdúvidas ciberduvidas@ulusofona.pt).

 

 

A primitiva ermida medieval foi profundamente remodelada nos finais do século XV, quando se tornou sede de freguesia.

 

O novo templo é de três naves e cinco tramos, com arcos ogivais suportados por colunas com capitéis de tipo cálice oitavado. Um arco triunfal manuelino, lavrado com ramos e troços, onde surge também decoração proto-renascentista, dá acesso à ousia, de abóbada estrelada de cinco chaves. As paredes são revestidas por silhar de azulejo de albarradas (frisos altos com motivos decorativos independentes ou repetidos característicos do século XVII).

 

A igreja sofreu alguns danos com o terramoto de 1755, tendo a fachada e a torre sido reparadas, no século seguinte. Já neste século, promoveu-se o restauro inadequado da cobertura das naves ao substituir o telhado original em madeira. In: www.cm-faro.pt

 

 Existem em Santa Bárbara de Nexe associações recreativas com carácter mais ou menos cultural como a Associação Charoleira de Santa Bárbara de Nexe, Estrada da Relva, 8 (tm. 962481334), a Associação Barronexe, Estrada da Relva, 8 (tm. 962334588) e a Associação Cultural e Recreativa Nexense, no Largo do Rossio, 1 (tm. 938990460).

 

Em Estói, antiga cidade Ossónoba, que dista meia dúzia de quilómetros, encontramos a Área Cultural de Milreu, Estói, um espaço que integra o Complexo Romano de Milreu e o Palácio de Estoi.

 

No serro, a vertente Sul do monte Guelhim (ou Guilhim) faz parte da Reserva Ecológica Nacional onde a serenidade da Natureza se alia à ressonância empolgante da grande paisagem do mar de Nascente a Poente e dos nateiros que se metamorfoseiam em cidades e praias.

 

A subida pedonal do monte Guelhim transforma esses momentos em emoções semelhantes à audição de um concerto nº 1 para piano e orquestra de Racmaninhof, ou outro de deleite semelhante.

 

É muito diversificada a possibilidade de se almoçar ou jantar em Santa Barbara de Nexe, uma vez que são muitos os restaurantes que nos oferecem as mais variadas iguarias. Alguns deles são La Piazza de Ângelo Bucciero, já no centro, onde encontramos o requinte da melhor comida italiana com antares e almoços servidos por grande diversidade de vinhos internacionais. Também se pode optar, mesmo ao lado, pela típica comida inglesa servida  no BJ's Bar Bistro com a curiosa geminação estética entre elan dos pubs ingleses e irlandeses e o estilo da taverna do sul mediterrânico.

Já à saída para Loulé, antes do Pé do Serro, podemos almoçar no restaurante O Cristina, aberto todos os dias excepto à 2ª feira. Com um café amplo à entrada, onde se disponibilizam os jornais do dia, tem uma sala mais recatada para refeições onde os pratos são simples, diversos e de boa qualidade.

 

Bibliografia:

PINTO, Maria Mendonça, Santa Bárbara de Nexe - estudo monográfico, Santa Bárbara de Nexe, 1987.

PEREIRA, António Vitorino, Bordeira - espaço simbólico, expressões festivas e processos de construção das identidades, Junta de freguesia de Santa Bárbara de Nexe, 2005.

SILVEIRA, Nelson, Desenvolvimento Local: Santa Bárbara de Nexe, Faro, 1999.